Instituto Aupaba Turismo Regenerativo Logotipo verde
Apoie

Mandamentos do Turista Regenerativo

Mandamentos do Turista Regenerativo

O turismo consciente e regenerativo emerge como uma filosofia transformadora, redefinindo a maneira como viajamos e interagimos com os destinos. Mais do que uma simples jornada, torna-se um compromisso com práticas sustentáveis, culturais e sociais.

O Instituto Aupaba propõe os mandamentos do Turista Regenerativo:

  1. Escolha a hospedagem de forma consciente: Opte por hospedagens certificadas por práticas sustentáveis, como hotéis ecológicos ou pousadas comprometidas. Avalie como a sua hospedagem, na prática, opera. Lembre-se que a compensação de CO2 não é suficiente. Hospedar-se na casa de pessoas locais também é uma prática bastante difundida no Turismo de Base Comunitária, que pode ser uma oferta transformadora para a população local.
  2. Rastro Positivo: Calcule e compense sua pegada de carbono ao viajar. Embora a compensação de carbono não seja a única solução, ou a ideal, recomendamos que faça escolhas positivas para redução de emissão de CO2.
  3. Consumo Local: Compre produtos locais em mercados regionais, incentivando a economia local e reduzindo o impacto ambiental. Compre produtos de identidade regional para presentear.
  4. Desloque-se Eco: Utilize meios de transporte públicos, bicicletas ou caminhe para explorar o destino de forma sustentável.
  5. Sabor Local: Experimente pratos típicos da região, utilizando ingredientes frescos e produzidos localmente. Uma forma legal de conhecer a gastronomia local é através de cursos de culinária. Integre-se. Faça novos amigos!
  6. Hidrate-se Responsavelmente: Evite garrafas plásticas, carregue sua garrafa reutilizável e experimente bebidas locais, como água de coco (in natura). Leve um copo retrátil na bolsa.
  7. Apoie Comunidades: Visite e apoie projetos sociais e ONGs locais, contribuindo para iniciativas comunitárias.
  8. Trilhe o Equilíbrio: Ao fazer trilhas, siga as regras de preservação ambiental e respeite a fauna e flora locais.
  9. Imersão Cultural: Participe de atividades culturais locais, como festivais, danças e cerimônias, para vivenciar a autenticidade do destino.
  10. Impacto Positivo: Contribua para projetos locais de voluntariado ou faça doações a instituições que promovem a sustentabilidade.
  11. Troca de Saberes: Engaje-se em conversas com moradores locais, aprendendo sobre suas tradições e compartilhando sua cultura.
  12. Preservação Patrimonial: Respeite monumentos históricos, sítios arqueológicos e áreas naturais, seguindo as diretrizes de preservação.
  13. Conexão com a Comunidade: Participe de eventos comunitários, como feiras e festivais, para estabelecer conexões significativas. Peça permissão para fotografar, não toque nas pessoas sem que seja parte da cultura local, fale baixo. Seja curioso e respeittoso ao mesmo tempo, tentando realmente se conectar com seus anfitriões.
  14. Educação Sustentável: Participe de workshops ou tours educativos sobre práticas sustentáveis na região. A Educação ambiental é uma parte importante do conjunto de produtos e serviços oferecidos por um destino turístico regenerativo. Os conteúdos são sempre interessantes, tanto para adultos, quanto para crianças.
  15. Ciclo de Impacto: Participe ativamentee! Que tal participar de alguma atividade local? Deixe uma contribuição positiva em cada local visitado, seja através da limpeza de uma praia ou envolvimento em projetos de conservação ambiental.

O Instituto Aupaba é uma entidade não governamental, sem fins lucrativos, fundada por membros da sociedade civil que atuam interdisciplinarmente e orientados para um futuro mais próspero, justo e consciente.

Aupaba, originária da língua tupi-guarani, expressa o significado de “Terra de Origem”, simbolizando nossa visão do ideal de aprimoramento socialambiental e cultural do território. Para nós, o Turismo vai além de considerações econômicas, sendo um instrumento de transformação social.

Agredecemos a gentileza da foto cedida por William Bayreuther via Unsplash

*Este é um conteúdo exclusivo do Instituto Aupaba, favor mencionar origem da fonte.

 

Compartilhe
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Email
Print
Ficou interessado neste conteudo?
Entre em contato conosco pelo formulário abaixo.
Receba nossa Newsletter